Projecto Vercial

João Aguiar


João Aguiar

João Casimiro de Aguiar nasceu em Lisboa no dia 28 de Outubro de 1943 e faleceu no dia 3 de Junho de 2010 na mesma cidade. Licenciou-se em Jornalismo pela Universidade Livre de Bruxelas, tendo trabalhado como jornalista na imprensa, na rádio e na televisão. Iniciou a sua carreira literária com quarenta anos e o seu primeiro romance foi A Voz dos Deuses (1984), um dos livros mais vendidos em Portugal nos últimos anos. Tem escrito guiões para programas de televisão e argumentos para cinema (Rua Sésamo, Inês de Portugal, etc.).

Obras: A Voz dos Deuses (romance, 1984); O Homem sem Nome (romance, 1986); O Trono do Altíssimo (romance, 1988); O Canto dos Fantasmas (contos, 1. ed. em 1990 pelas Publicações Dom Quixote; 2. ed., 1999, pelas Edições Asa); Os Comedores de Pérolas (romance, 1992); A Hora de Sertório (romance, 1994); A Encomendação das Almas (romance, 1995); O Navegador Solitário (romance, 1996); Inês de Portugal (romance, 1997); O Dragão de Fumo (romance, 1998); A Catedral Verde (romance, 2000); Diálogo das Compensadas (romance, 2001); Uma Deusa na Bruma (romance, 2003); O Sétimo Herói (romance, 2004); O Jardim das Delícias (romance, 2005); Lapedo – Uma Criança no Vale (ensaio, 2006); O Priorado do Cifrão (romance, 2008). João Aguiar foi também autor de três coleções juvenis: O Bando dos Quatro (Edições Asa; 30 volumes publicados; foi feita uma adaptação para uma série televisiva com o mesmo título, de que foram exibidos 22 episódios); Pedro & Companhia (Presença); Sebastião e os Mundos Secretos (Presença).



Voltar à página inicial

Site apoiado pelo Alfarrábio da Universidade do Minho | © 1996-2013 Projecto Vercial