Projecto Vercial

António Maria Lisboa


António Maria Lisboa nasceu em Lisboa em 1928 e faleceu na mesma cidade em 1953. Foi um dos introdutores do surrealismo em Portugal, tendo colaborado nas sessões do JUBA e nas exposições do Grupo Surrealista Dissidente. Escreveu Erro Próprio (1950), o principal manifesto do surrealismo português, e foi redator de Afixação Proibida em colaboração com Mário Cesariny de Vasconcelos.

Obras: Ossóptico (Lisboa, 1952); Isso Ontem Único (Lisboa, 1953); A Verticalidade e a Chave (Lisboa, 1956); Exercício sobre o Sono e a Vigília de Alfred Jarry seguido de O Senhor Cágado e o Menino (Lisboa, 1958); Poesia (Lisboa, 1977; 2. ed., Lisboa 1995).



Voltar à página inicial

Site apoiado pelo Alfarrábio da Universidade do Minho | © 1996-2015 Projecto Vercial