Projecto Vercial

Fernando Pessoa


Fernando Pessoa

Fernando António Nogueira Pessoa (nasceu em Lisboa a 13 de junho de 1888 e faleceu na mesma cidade a 30 de novembro de 1935, partindo, após o falecimento do pai e o segundo casamento da mãe, para África do Sul. Frequentou várias escolas em Durban, recebendo uma educação inglesa. Regressa a Portugal em 1905, fixando-se em Lisboa, onde inicia uma intensa atividade literária. Simpatizante da Renascença Portuguesa, corta com ela, e em 1915, com Mário de Sá-Carneiro, Almada Negreiros e outros, esforça-se por renovar a literatura portuguesa através da criação da revista Orpheu, veículo de novas ideias e novas estéticas. Devido à sua capacidade de «outrar-se», cria vários heterónimos (Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Ricardo Reis, Bernardo Soares, etc.), assinando as suas obras de acordo com a personalidade de cada heterónimo. Colabora em várias revistas, publica em livro os seus poemas escritos em inglês e, em 1934, ganha o concurso literário promovido pelo Secretariado de Propaganda Nacional, categoria B, com a obra Mensagem, que publica no mesmo ano. Faleceu prematuramente, deixando grande parte da sua obra ainda inédita. É considerado um dos maiores poetas portugueses.

Outras páginas sobre Fernando Pessoa:

  • As Vozes da Enunciação em Mensagem, de Fernando Pessoa
  • À Procura de uma Tradição – Alberto Caeiro, a Linguagem Porética e a Estética da Imperfeição


    Voltar à página inicial

  • Site apoiado pelo Alfarrábio da Universidade do Minho | © 1996-2015 Projecto Vercial