Projecto Vercial

Jorge de Sena


Jorge Cândido de Sena nasceu em Lisboa a 2 de Novembro de 1919 e faleceu em Santa Barbara, Califórnia, a 4 de Junho de 1978. Frequentou o curso de Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia do Porto, tendo trabalhado entre 1948 e 1959 como engenheiro na Junta Autónoma das Estradas. Partiu em 1959 para o Brasil, fazendo o doutoramento em 1964 na área de Literatura Portuguesa. No ano seguinte parte para os Estados Unidos, lecionando primeiro em Wisconsin e, a partir de 1970, na Universidade da Califórnia em Santa Barbara. Em 1977 recebeu o Prémio Internacional de Poesia Etna-Taormina. Esteve ligado aos Cadernos de Poesia com José Blanc de Portugal, Rui Cinatti, entre outros. A par da sua escrita poética e ficcional, há a salientar os estudos teóricos sobre literatura portuguesa e inglesa, em especial aqueles que se referem a Camões e a Fernando Pessoa.

Obras: Poesia – Poesia – I (1977); Poesia – II (1978); Poesia – III (1978). Ficção – O Físico Prodigioso (novela, 1977); Andanças do Demónio (contos, 1960); Novas Andanças do Demónio (1966); Antigas e Novas Andanças do Demónio (contos, 1978); Os Grão-Capitães (contos, 1976); Génesis (contos, 1983); Sinais de Fogo (romance, 1979). Teatro – O Indesejado (António Rei) (1951); Amparo de Mãe e mais Cinco Peças em um Ato (1974). Ensaio – Da Poesia Portuguesa (1959); História da Literatura Inglesa (1959-1960); O Poeta é um Fingidor (1961); O Reino da Estupidez (1961); Uma Canção de Camões (1966); Os Sonetos de Camões e o Soneto Quinhentista Peninsular (1969); A Estrutura de "Os Lusíadas" e Outros Estudos Camoneanos e de Poesia Peninsular do Século XVI (1970); Maquiavel e Outros Estudos (1973); Dialécticas Aplicadas da Literatura (1978); Fernando Pessoa & C. Heteronímica (1982).

Outras páginas sobre o autor:

  • A posição de Jorge de Sena na poesia portuguesa do século XX
  • O Ensaio teórico «à la» Jorge de Sena.


    Voltar à página inicial

  • Site apoiado pelo Alfarrábio da Universidade do Minho | © 1996-2015 Projecto Vercial